Génios (dois tipos com demasiado tempo entre as mãos)

Segunda-feira, 28 de Julho de 2008

Por vezes acontece. Um primo de um grau tão afastado que podia ser uma pessoa qualquer, um tio avô que nunca ouvirmos falar, uma tia por afinidade que ficou retida num país do Leste por mais de 60 anos. Acontece. Nada de especial, certo? Errado, é especial quando nos envolve a nós num almoço com um familiar que simplesmente não conhecemos.

 

Que assuntos puxar nestas situações:

- A crise económica que atravessemos

- a degradação dos valores

- o lixo que passa na televisão

- os tiroteios em loures

- caso maddie

 

 

Assuntos a não puxar nestas situações:

- inexistência de sentido para estarmos ali feitos parvos a almoçar

- meteorolgia (esgota-se depressa)

- os tabús idiotas em torno do sexo oral (mais uma sequência de palavras para trazer pessoal ao blogue

- falar de banda desenhada com ar de quem perceber o que fala

 

 

Seja como for fica a dúvida: porque é que é raro termos almoços com mulheres desconhecidas mas que gostaríamos seriamente de conhecer?

 

Jorge

(o que é feito do Hugo, será que foi raptado nas férias?)

tags:
publicado por Jorge às 03:33

mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
16
17
19

20
21
22
23
26

27
30
31


últ. comentários
nem sei nada -_-'
Eu sou o cabeça de ovo da direita, o Jorge é o Aqu...
deve ser o que estava à mão
No meio disto tudo, pergunto: porquê um saca-rolha...
então não foi natal...
Há muitos homofóbicos na população portuguesa, sem...
E o nib ... onde está o nib??? Uma pessoa quer con...
Nem uma ... não recebi nem uma peúguita :(
Honestamente assusta-me a quantidade de homofóbico...
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro